Rede Brasileira de Consultores

Índia e China lideram empresas estrangeiras licenciadas em Tete

A Índia e a China lideram a lista dos países com o maior número de empresas, com capitais estrangeiros, licenciadas pelo Balcão de Atendimento Único (BAU) na província de Tete, durante os primeiros seis meses deste ano.

Durante o referido período, o BAU emitiu 82 licenças, das quais 19 para investidores indianos e 18 para chineses. Com 17 empresas licenciadas, os investidores nigerianos ocupam a terceira posição.

Portugal, África do Sul, Quénia, Brasil, Paquistão, Japão, Somália, Zimbabwe e Guiné são os outros países que integram a lista das empresas licenciadas pelo BAÚ. Citado pela AIM, o diretor executivo do Balcão de Atendimento Único de Tete, Domingos Macajo, disse que, no mesmo período, foram emitidas 352 licenças para várias atividades, incluindo comércio grossista e retalhista, prestação de serviços, transporte de passageiros e de mercadorias e indústria.

Esta cifra corresponde a um crescimento de sete por cento e uma realização de 47 por cento, comparativamente a igual período do ano passado. Macajo referiu que o licenciamento daquelas firmas resultou na criação de 1.723 novos postos de trabalho, sendo 1.295 homens e 428 mulheres.

O diretor do BAU revelou que a sua instituição arrecadou para os cofres do Estado mais de dois milhões de meticais (cerca de 25 mil euros), contra um milhão e 602 mil meticais (cerca de 20 mil euros) registados no primeiro semestre de 2015. «Isso corresponde a um crescimento de 26 por cento, motivo de orgulho para nós, porque estamos a registar uma subida», afirmou Macajo.

De acordo com a fonte, uma das componentes em falta no Balcão de Atendimento Único é a emissão de NUIT (Número Único de Identificação Tributária), que até ao momento continua ainda centralizado na Direção da Área Fiscal de Tete.

Macajo fez saber que a instituição que dirige enfrenta enormes desafios, porque ainda se ressente de sinais claros da falta de conhecimento por parte dos empreendedores do setor informal da existência do decreto que simplifica os procedimentos relacionados com o licenciamento de certas atividades económicas.

O BAU é uma plataforma do governo que se enquadra na reforma do setor público, com o objetivo de melhorar os serviços públicos, através da simplificação, flexibilização e celeridade dos procedimentos administrativos ligados ao licenciamento das atividades económicas.

Exibições: 13

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Brasileira de Consultores para adicionar comentários!

Entrar em Rede Brasileira de Consultores

Badge

Carregando...

Benchmarks Institucionais - Links de Interesse

Documento sem título

1. IMC USA: http://www.imcusa.org

2. Association of Management Consulting Firms: http://amcf.org

3. Management Consultancies Association: http://www.mca.org.uk/about-us

4. PATCA: http://www.patca.org/index.cfm

5. Certified Management Consultant Canada: http://www.cmc-canada.ca

6. International Association of Professional Business Consultants : http://www.iapo.net/consultants.html

© 2021   Criado por Grupo ECC.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço