Rede Brasileira de Consultores

Eu praticamente iniciei minha vida profissional trabalhando com virtualização e desde então tenho acompanhado diariamente cada
movimento da tecnologia tanto comercial como tecnicamente e o uma das
última grandes mudanças geradas por esta tecnologia foi o conceito de
Desktops Virtuais ou VHD (Virtual Hosted Desktops) como chamado pelo
Gartner OU ainda VDI (Virtual Desktop Infraestructure) como a VMware
gosta de chamar.


Pela confusão de nomes da para imaginar como andam as coisas neste segmento.


A cada dia chega até mim a notícia de uma nova start-up ou a iniciativa de uma empresa já consolidada para tentar capturar um pouco
da renda que este mercado tem o potencial de gerar, US$ 65 Bilhões em 2013 segundo o Gartner.


Todo este barulho tem gerado uma IMENSA confusão empresas e profissionais que tentam assimilar o conceito e a tecnologia, e minha
intensão é clarificar um pouco as coisas contestando alguns dos muitos
de mitos existentes em torno do modelo de Desktops Virtuais.


“Vamos virtualizar TODOS os nossos desktops!!!”



Classificação: MITO


Se você ouvir esta frase, corra para as montanhas.

Talvez um dia cheguemos a ter 97%-98% dos desktops virtualizados em uma empresa mas isto não vai acontecer em um futuro próximo e a prova
disto é que os maiores players do mercado já reconheceram isto, VMware,
Citrix, Quest e outros tem recursos que permitem conviver
“pacificamente” entre estações fisicas e virtuais, mas ainda com
limitações, pois nenhuma solução até agora conseguiu unir o
gerenciamento do velho (pc’s) e do novo mundo (VHD) e este é um ponto
aonde claramente existe uma oportunidade de mercado.



“Adotando o modelo de desktops virtuais eu vou economizar em licenciamento de Software.”



Classificação: MITO


Este mito eu realmente queria saber de onde saiu, ouço ele todos os dias de meus clientes.

Você realmente vai economizar em software…Se aproveitar a onda de mudanças e trocar todas as suas aplicações por versões FREE, caso
contrário (99% deles) esqueça.

Antigamente existiam “brechas” em licenças de alguns grandes fornecedores, mas isto foi a muito tempo (quando a Citrix ganhava força
com o na época Metaframe), hoje todos os fornecedores já se adaptaram e
tem clausulas e modelos especificos para ambientes virtualizados.

Só existe um caso em que pode haver realmente uma economina com licenciamento de software. Um projeto de virtualização de desktops
exige que se faça um levamento dos programas usados por determinados
perfis de usuários e isso sim pode levar a uma economia, quando você
encontra aquela pessoa da recepção consumindo uma licença de MS Project.


“Comprar Desktops Virtuais é mais barato do que comprar PC’s”

Classificação: MITO


Ainda chegaremos lá…mas não agora.

Esta é outra frase clássica que tende a ser dita regularmente pelas pessoas, devido a um péssimo hábito de alguns fornecedores de maquiarem
custos.

Quando você adquiri uma solução destas estamos falando de Servidores, Softwares, Serviços e Manutenção, não tem como tudo isso
ficar mais barato do comprar PC’s e colocar eles na tomada.

Mas se é mais caro porque eu vou comprar??? Simples, faça as contas de quanto você vai economizar ao longo de algum tempo de operação e
logo você acha o por que. ;)


“Mas se minha rede cair eu fico sem trabalhar.”

Classificação: VERDADE


Não tem milagre, se sua infraestrutura de rede cair você esta sem seu desktop e ponto.

Apesar de já existirem algumas iniciativas da Citrix e da VMware para remediar, isto não tem milagre (como eu já informei) o usuário que
receber este recurso vai “custar mais caro”.


“Mas eu ouvi falar que consome muito storage”

Classificação: VERDADE/MITO


Já foi uma verdade inegável, hoje começa a se tornar mito.

Players com soluções de nível corporativo já tem soluçõe com recursos que tornam esta afirmação falsa, através da entrega de discos
virtuais iguais ou muito semelhantes para todos os usuários.

“Preciso de Desktops Virtuais com a mesma quantidade de RAM que meus PC’s atuais”

Classificação: MITO


A grande maioria dos modelos de solução deste tipo propõem abordagens mistas entre virtualização de SO e Aplicação, além disto
pode ter certeza que a memória e o processador do seu servidor tem uma
performance BEM melhor do que a do desktop que você esta usando.



Faça testes e as contas direito, você vai se surpreender.


Publicado Orginalmente em: www.marceno.com

Exibições: 70

Comentar

Você precisa ser um membro de Rede Brasileira de Consultores para adicionar comentários!

Entrar em Rede Brasileira de Consultores

Comentário de Jardel Geracci Marceno em 17 março 2010 às 15:02
Oi Thiago, em minha visão os principais beneficios que podem ser obtidos atualmente pelas empresas brasileiras através do uso desta tecnologia são:

- Previsibilidade de Custos (ainda hoje grandes empresas não sabem exatamente quanto gastam no seu ambiente de usuários finais e assim não tem como ratear os custos corretamente com as áreas clientes.);
- Aumento da Produtividade (menor tempo de interrupção por falhas (HW/SW) nos desktops.);
- Menor custo total de propriedade sobre ambiente alvo;
- Maior segurança (tanto em ameaças virtuais como em vazamento de dados).
- Maior agilidade no atendimento as demandas

Ainda existem outras mas estas são as que mais me chamam a atenção por serem pouco comentadas pelo mercado quando destes projetos.

Sim, eu acredito que atualmente vale a pena, mas se este for encarado como um projeto estratégico para atender as muitas necessidades que a área de negócios tem enfrentado nos últimos anos e não simplesmente como um projeto de redução de custos de TI.

Geralmente a segunda abordagem falha por sempre se tentar comparar Bananas com Laranjas.
Comentário de Thiago de Assis Silva em 17 março 2010 às 13:20
Interessante o tema.
Em sua visão, quais são os principais benefícios que empresas brasileiras podem obter com o VHD?
Do ponto de vista comercial, hoje, já vale a pena? Ou a tecnologia ainda é promessa para as empresas brasileiras?

Badge

Carregando...

Benchmarks Institucionais - Links de Interesse

Documento sem título

1. IMC USA: http://www.imcusa.org

2. Association of Management Consulting Firms: http://amcf.org

3. Management Consultancies Association: http://www.mca.org.uk/about-us

4. PATCA: http://www.patca.org/index.cfm

5. Certified Management Consultant Canada: http://www.cmc-canada.ca

6. International Association of Professional Business Consultants : http://www.iapo.net/consultants.html

© 2021   Criado por Grupo ECC.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço